CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Vamos deixar por assim mesmo.

Criança quando vê um doce fica doida, mas quando ela vê um doce com algum detalhe diferente, gosto diferente, formato diferente... AGE diferente. O coração dos humanos são como crianças, por isso que é normal ouvirmos a frase "nossa, que coração burro!", não que as crianças sejam seres ignorantes, ou mesmo que sejam, não é por querer... Tudo na vida é um processo, seja ele lento, seja mais rápido, É um processo, a criança descobre um universo de novas coisas a cada dia, e nosso coração acompanha esse rítmo e essa ânsia pelo descobrimento. Porém, por várias vezes, ele se machuca, bem mais do que quando a tal da criança cai de joelhos no chão cheio de pequenas pedras. O coração quando se machuca, é imperceptível aos olhos, mas doloroso até o fundo da alma. Um bom exemplo disso? O meu coração. Ele passa por diversas descobertas, engata numa só, sofre por frustração, se recupera, e ligeiramente se vê vulnerável novamente, e o que acontece a seguir? Se machuca mais uma vez! É importante errar, e com isso aprender, mas o coração não pensa, faz o que tem que fazer por impulso, e quem sofre somos nós mesmo. Estou tentando ignorá-lo, mas não sei se é o certo, ainda estou bem, mas me sinto em risco. Vamos deixar por assim mesmo, fingiremos ser surdos diante do coração burro, criança, e dispensaremos possíveis amarguras futuras.

5 comentários:

Ed Araujo disse...

Muito legal o texto, você escreve bem pra caramba eim =)

Fernanda M. disse...

Eu adoro seus textos! Sempre acabo me identificando com alguma coisa! Continue escrevendo, você irá longe! Bom final de semana ;*

Bruninha disse...

Oiiiiiiii
Vim avisar que tem selinho no meu blog pra Ti!
bjos

Miii :) disse...

é errando e aprendendo, caindo e se levantando é assim que vamos vivendo :B

Bruninha disse...

ñ sei se vc gosta de selinho mas tem pra vc no meu blog