CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

segunda-feira, 25 de abril de 2011

É difícil.

Hoje é segunda-feira, uma semana que perdi meu irmão caçula.
Quando eu era bem pequena, eu implorava pra minha mãe me dar uma irmãzinha, mas isso até os cinco anos. Depois disso, parei de pedir, já estava ficando "velha" pra ter um irmão ou irmã. Então aos nove, minha mãe diz "estou grávida!", eu comemorei na hora, sempre quis alguém pra me fazer companhia. Os meses se passaram, a barriga cresceu, e em 18 de setembro, Rodrigo Silva do Carmo vem à vida. Nos primeiros dias, fiquei encantada com aquela pessoa miúda, eu não desgrudava dele, queria ficar com ele no colo o tempo inteiro. Conforme ele foi crescendo, foi sendo mais paparicado, e a menina da família foi "deixada de lado", bom, eu achava isso, mas não foi bem assim na verdade. Coisa de irmã mais velha ciumenta. Hoje tenho 19 anos, e meu irmão tinha 9, até semana passada, nos últimos, sei lá... Cinco anos... Eu e ele nos apegamos de um jeito que nada conseguia separar. O Rodrigo deixou de ser apenas meu irmão, e virou meu amigo, meu confidente. A gente aprontava e contava um pro outro, confiávamos um no outro. Dia 22 de fevereiro ele foi internado e minha vida não foi mais a mesma desde então, nossa casa ficou triste e silenciosa. Agora, depois de uma semana que ele se foi, ainda é difícil não olhar pro quarto dele e não se emocionar, ainda é difícil ver as fotos do Natal e os vídeos dele falando coisas sem muito sentido e não deixar escapar nenhuma lágrima, é difícil. Eu ainda estou em revolta, talvez. Me sentindo culpada por não ter passado mais tempo com ele no hospital, ou não ter feito tudo que ele quis, enfim... Está, e continuará sendo difícil, meu anjinho anda comigo, mas é que é f... Difícil não tê-lo aqui pra abraçá-lo, é difícil...


FOTO: Meu irmão no quintal da minha avó, na viagem que fizemos em 2008 a Recife, ele estava com 06 anos.

1 comentários:

maaaaag disse...

é lindo o que esta fazendo pelo seu irmao...